ANOITECER



Anoitecer
As vezes me invade uma saudade...
Não sei de onde vem, só sei que dói é quase palpável um sentimento de impotência, uma dor no peito...
De meus olhos fluem lágrimas que me dizem o quanto dói tua ausência...
Ao adormecer meus pensamentos te procuram em forma de sonhos e então te encontro, doce mistério nos envolve e fazemos amor...
Na relva, no mar, nos mais improváveis lugares...
E quando o sol surge trás consigo a tristeza da tua ausência...
A dor da distância...
O medo do abandono...
E mais uma vez choro, por teu amor perdido, pelo beijo que não dei, pelas horas perdidas ao teu lado.
Mas, ao cair da tarde, meu coração se alegra, pois sei que de novo o terei em meus braços, amado de minha alma...
Serás meu e eu serei tua sob a luz da lua, ao anoitecer outra vez serei tua e tu serás meu...
Ao anoitecer...  
Por: Ahtange

2 comentários :

  1. Adorei o texto!

    Vim retribuir sua visita no meu Site. *-*
    Você deseja ver seu livro lá na coluna?
    Se sim, entra em contato comigo pelo contatofernandameireles@bol.com.br para conversarmos melhor, rs.

    Bjs

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.