Falta de ti....

Hoje meu dia não amanheceu...
Ainda estou na cama, na escuridão do quarto que nada mais é do que a escuridão da minha alma sem ti.
Tento levantar, tento entender que a vida continua, mais sinto um vazio.... Um pesar que não posso aceitar...
Me pergunto porque? Porque você partiu sem mim?
Se você foi, porque não posso aceitar que a morte está no destino de todos nós? E esta sensação de vazio de perda de angústia subjuga, sobrepõe todo o meu lado racional? E simplesmente meu coração se recusa  a tua ausência? E meus olhos trazem de dentro de mim em profusão de agonia lágrimas amargas de um amor perdido.
Nenhuma palavra que me tenham dito diminui meu pesar, olho pro futuro e não te vejo lá... O passado me atormenta e o presente esse não suporto....Não aceito... Não quero... Queria sim voltar no tempo e dizer-te tudo o que não disse.... Fazer tudo o que não fiz por escrúpulo, medo, vergonha...
E agora nada mais poderá ser dito ou feito... Nada mais importa você já não está  mais entre nós. Grandes são os mistérios, me pergunto será que me ouves? Será que sabe do meu sofrimento? Ou será que não? Como será do outro lado?  Tantas conjecturas, tantas perguntas e nenhuma resposta, só a certeza do adeus... Pra sempre....
A você que lê isto agora não perca tempo, viva e como diz Clarice não tente entender, viver supera qualquer entendimento. Grite se tiver vontade; corra descalço na praia a tardinha; roube uma flor e dê ao seu amor; se lambuze com sorvete; ria; chore; peça desculpas; perdão; perdoe; cante; dance; seja você mesmo; não espere, amanhã pode não chegar...


Ahtange

2 comentários :

  1. Amiga, parabéns pelo modo como parafraseou o meu poema, ameiii...
    Beijos e passe mais vezes por lá!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia minha linda, espero que esteja bem e com paz no coração!

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.