22 maio 2011

Vencendo a dor da perda....



      Como fazer quando a dor é maior que qualquer palavra, que qualquer pensamento.
Nada que digam faz sentido diante da revolta, nada ameniza a dor que ti corrói inteiro, consome e parece nunca mais acabar. Tens a sensação de que um abismo se abre sob seus pés, e vais caindo em queda livre sem jamais chegar ao fim. E se perde no vazio da saudade, da dor...
E uma angústia te aperta o peito de uma forma surpreendente e irracional.



Até que isso passe e sinceramente, não sei quando passará. Não posso agora dá sugestões ou conselhos ou imaginar como lidar com tal situação. Talvez daqui a um tempo eu seja capaz de processar esse sentir de uma forma mais racional quem sabe. E seja capaz de definir com palavras a passagem desse processo de perda, dor e aceitação da morte do ser amado... Um processo que todos nós em algum momento de nossas vidas nos deparamos com ele, e cada um de forma muito peculiar o enfrenta ou simplesmente se entrega...
É o curso natural da vida embora alguns nos deixe inesperadamente.
Entendo que Deus em sua infinita sabedoria saiba o por que, mas eu não.... Não agora a mim só me resta o choro a revolta a dor a solidão a tristeza e o vazio. E a certeza da nossa fragilidade diante deste fenômeno tão inexorável, e desconhecido e implacável, tão complexo e de tão difícil aceitação.
Uma vez que o homem em toda sua sabedoria, descobertas impressionantes  e futuristas, nada sabe de meios ou fórmulas de como li dar com a dor da perda. Fica-nos tão somente a tarefa de individualmente, descobrir como  e o que fazer da melhor forma, para não morrermos em vida pela dor de uma partida. Que sejamos mais humanos, mais sábios, mais solidários e respeitemos a vida, o amor, em todas as suas facetas. 
Texto de:
Ahtange  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.

Dando notícias...

Olá, meus queridos(as). Faz tempo que não ando por estes lados, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas estamos trazendo novidades, ...