20 junho 2011

Você era meu farol...

Muitos dias se passaram desde que você se foi...
E  cada dia vivido agora sem esperança, sem sonhos e com uma nostalgia mórbida...
As tardes são para mim tortura, pois nelas não mais tenho você...
Ouço nossas músicas e choro com cada uma delas, lembro dos nossos sonhos...
Com uma dor profunda, rabisco frases e pensamentos desconexos, sem sentido algum...
Você era meu chão, meu farol, minha inspiração, meus versos tinham a paixão da tua alma, o gosto do teu beijo o calor do teu corpo.
Agora meu anjo tudo é falta, saudade, solidão, vazio.
Tento voltar no tempo, reconstituir o que vivemos tão secretamente em nosso mundo de amor perfeito, imortal em nosso querer.
E cada lembrança me invade, tal qual uma flecha envenenada, pois dilacera meu peito.
Sei que o tempo não volta, você se foi e não voltará.
Mas meu coração não quer entender que não tenho mais você.
Preciso de um antídoto para diminuir minha saudade, e o que fazer se só você o possui?
Ahtange

2 comentários:

  1. ...senti a tua dor. E acabei de postar um poema que fiz uns dias atrás e ao entrar aqui te vi nele. Parece até que eu já sabia a tua dor.

    grande beijo

    Nina

    ResponderExcluir
  2. Olá querida,
    Não sei qual foi o poema mas, sempre que entro na caixinha de sentimentos me encontro em muitos deles. É bom saber que sabes do que falo. O que seria de nós apaixonados sem a sensibilidade dos corações de poetas como você.

    Terça-feira, Junho 21, 2011 6:58:00 AM

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.

Dando notícias...

Olá, meus queridos(as). Faz tempo que não ando por estes lados, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas estamos trazendo novidades, ...