A Solidão...


A Solidão

Marco foi embora e não volta mais
E o trem das 7:30 sem ele
É um coração de metal sem alma
Na fria manhã cinza da cidade
A escola o banco está vazio, Marco está dentro de mim
É doce sua respiração entre o meus pensamentos
Distância enormes parecem dividir-nos
Mas o coração bate forte dentro de mim

Quem sabe se você pensará em mim
Se nunca fala com sua família
Se se esconde como eu
Foge dos olhares e fica lá
Fechado no quarto e não quer comer
Se aperta forte ao travesseiro
Chora e não sabe quanto outro mal te fará
A solidão
No meu diário tenho uma fotografia de Marco
Tem os olhos de uma criança um pouco tímida
A aperto forte ao coração e sinto que você está
Entre os exercícios de inglês e matemática
Teu pai e seus conselhos, que monotonia
Ele com o seu trabalho te levou embora
De certo o seu sentimento nunca perguntou
Disse "Um dia você me entenderá"
Quem sabe se você pensará em mim, se com os amigos conversará
Para não sofrer mais por mim, mas não é fácil, você sabe
A escola não aguento mais, e as tardes sem você
Estudar é inútil, todas as idéias se afunilam sobre você
Não é possível dividir a vida de nós dois
Te imploro, me espere meu amor, mas iludir você, não sei!
A solidão entre nós, este silêncio dentro de mim
É a inquietude de viver a vida sem você
Te imploro, me espere, porque
Não posso ficar sem você
Não é possível dividir a história de nós dois
A solidão entre nós, este silêncio dentro de mim
É a inquietude de viver a vida sem você
Te imploro, me espere, porque
Não posso ficar sem você
Não é possível dividir a história de nós dois
A solidão
Ao meu anjo que se foi mais ficou dentro de mim...
Pra sempre tua....

1 comentários :

  1. Oie!!!
    Adorei o poema.
    Tem selinhos para vc no meu blog:
    universo-da-aninha.blogspot.com
    >>Bjussss...
    ^^

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.