Quarto de hotel....

Estou aqui mais uma vez sozinha, a minha volta paredes insensíveis a minha solidão  e tua ausência...
Abro a mala, tua fotografia e objetos seus que sempre trago comigo, os deixo sobre a cama são como pequenos grandes tesouros  que os guardo no coração e sempre ao alcance das mãos.
No celular nossa música... Último  vídeo que  para mim fizeste, ouço tua voz por vezes incontáveis. 
Embaixo do chuveiro deixo que a água acaricie meu corpo, como se fossem tuas mãos macias a percorrerem todo meu corpo, completamente entregue a ti.
E por um instante posso sentir teu corpo outra vez junto ao meu, numa dança sensual, envolvente, onde teus lábios possuem o pescoço, seios... Os lábios... Sinto o gosto do teu beijo e então abro os olhos e tudo que tenho e vejo ´e o vazio e o silêncio rompido apenas pela  música repetindo no celular, pedindo e implorando...
Eu queria ter-te aqui...
Queria estar perto de ti... 
E uma dor profunda me corta a alma, como se mil punhais entrassem no meu corpo ao mesmo tempo.
Minhas lágrimas se misturam a água e soluços sacodem meu corpo, esmurro a parede até machucar a mão.
Me encosto a parede fria  e sussurro teu nome baixinho na esperança que a dor passe... Fico horas a fio com a água escorrendo pelo corpo, para que dele remova tuas digitais impressas, em meus sonhos e em teus anseios e em tua saudade e em nossos desejos... Extraídos de instantes perfeitos, eternos vividos num quarto de hotel.
Pra sempre tua flor do Brasil   

2 comentários :

  1. Minha amiga escritora Ahtange, obrigado por dividir com os seus leitores e amigos textos lindos como esse. bjnhos.

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.