23 agosto 2011

Se....


Quando eu morrer
Nem vela
Nem flôr
Nada me enche
O vazio
Da ausencia
Do teu Amor.
Ausencia
Que me seguia
E perseguia
Qual fantasma
Que não via
Mas pressentia.
O magnetismo
Do teu Amor
Mesmo ausente
Encheu-me e ainda
Foi o meu polo norte.
E nessa ultima viagem
Estara presente
Para alem da morte.
Vou cheio de ausência
Se do teu amor
Não tive a felicidade!!!
No entanto
Vou cheio de pranto
E de saudade.
Amen.
23/08/2011
JC

2 comentários:

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.

Dando notícias...

Olá, meus queridos(as). Faz tempo que não ando por estes lados, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas estamos trazendo novidades, ...