Minhas lágrimas...

Minhas lágrimas....
Sentimentos angustiantes...
Esses com os quais não sei li dar...
Quando estamos perdidos e não sabemos direito o que sentimos.
Um emaranhado de emoções errantes, contrastes e embates travados no mais íntimo do ser...
Sentimos vontade de chorar, gritar a plenos pulmões  e botar para fora.
Inútil tentativa... Da garganta nem um som....
Fecha, as palavras pesam.
Então lutamos... Mas, as lágrimas....
Ah as lágrimas, essas não posso conter  e elas correm livres pelo meu rosto e dizem o que eu não posso...
O que eu não sei dizer.
Tua fotografia impressa, já parece só um borrão, tantas lágrimas sobre ela derramada desde que você se foi.
Tantas palavras ditas, no  silêncio de minhas lágrimas por ti derramadas em noites solitárias.    
Meu doce anjo, não sei se para ti esquecer terei eu, que esquecer de mim ???
Pois, quando me procuro no escuro de minha saudade, são teus olhos que encontro e no brilho deles ainda vivo.  Num mundo onde na há tempo nem barreiras e lá nosso amor é  possível. 
O mundo que você criou meu anjo,  além da vida e deste plano... Nosso amor será pra  todo o sempre.
Até a eternidade serás meu e eu serei tua flor...  E você meu anjo, meu doce e inesquecível anjo.


Ahtange Ferreira

2 comentários :

  1. Ahtange meu anjo, cada vez mais voce me encanta com sua poesia, gosto muito.
    Parabens .
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi minha linda saudades de vc.
    Que bom que gosta fico contente.
    Bjos....

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.