08 janeiro 2012

Esmeralda... Minhas impressões...


Autor(a):ZIBIA GASPARETTO
Espírito:LÚCIUS
Editora:VIDA & CONSCIÊNCIA
Gênero:Romance
ISBN:858587204
Páginas:340




Sinopse
Esmeralda era orgulhosa, absoluta! Linda! O mistério maravilhoso de sua dança em meio ao povo arrancava olés e aplausos acalorados. Sempre desejada, despertava paixões, exacerbava sentimentos, era amada. Porém não amava ninguém.
Indiferente, pouco se importava com a dor dos seus apaixonados, exigindo tudo deles sem nada dar em troca.
Foi em Valença, na primevera, que Esmeralda encontrou o amor.
E esse amor arrastou consigo o destino.
A vaidade tem um preço que o orgulho cigano sempre paga.
Todas as mulheres tem um pouco de Esmeralda.
***

Conheci Esmeralda na faculdade no ano passado. Num intervalo, curiosa perguntei a uma amiga: - Que livro é esse? E pronto, li a sinopse umas três páginas e decidi. Quero para mim esse livro e pouco tempo depois ele estava na minha estante.
Vejo algumas resenhas que a pessoa fala assim: - Esse não é meu tipo de livro, mas... Bom, o meu tipo de livro é o que me cativa e me ensina algo e sempre temos algo a aprender.  E não faço resenha, falo das minhas impressões da leitura.

Esmeralda é uma linda e cobiçada cigana. Jamais se deixou envolver e tinha todos os homens a seus pés. Vivia livre e absoluta no acampamento. Nas festas dançava lindamente e encantava a todos os olhos que a viam. Tirava tudo que podia dos homens sem jamais lhes dar nada em troca. Mas um dia encontrou o jovem e rico fidalgo: Carlos. E tudo mudou... De uma forma inexplicável, Esmeralda se entregou como jamais o fizera, mas viveu um amor proibido, conturbado, e se deixou levar por um sentimento, que por mais que façamos, é impossível não sentir: a dor do abandono, a ira, e mesmo que haja amor, a vingança sempre nos segreda ao coração e por vezes nos leva a cometer atos dos quais, quase sempre nos arrependemos e por vezes, tarde demais. É uma estória que me prendeu por muitos motivos; um deles a forma como a autora fala sobre o domínio da igreja naquela época: a sociedade, a vida da mulher, o casamento, etc. O amor de Carlos e Esmeralda é um amor único, forte, insano e vem de muitas outras vidas crescendo, se aprimorando e dependendo de escolhas.  Será que sempre fazemos a escolha certa? O que seria certo e errado para um coração doído, enciumado, abandonado? Uma mulher preterida consegue fazer a escolha certa? 


Eu recomendo.

4 comentários:

  1. Oie !!!!!
    Postei o selinho lindo que você me indicou e também te indiquei para outro selinho, mas na postagem não tem a foto do selo porque não consegui copiar, então apenas responda ok ^^
    http://universo-da-aninha.blogspot.com/2012/01/selinhos.html

    >>>Beijusssss...

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei sua impressão!
    E eu adoro livros assim! Sou uma mente aberta a todo o tipo de livros! rs rs
    Esse livro me lembrou Senhora, de José de Alencar! Adoro clássicos!

    Beijos, boas leituras, até mais!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada amiga, esse livro é bom eu gostei muito.
    Bjos!

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.

Dando notícias...

Olá, meus queridos(as). Faz tempo que não ando por estes lados, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo, mas estamos trazendo novidades, ...