Esmeralda... Minhas impressões...


Autor(a):ZIBIA GASPARETTO
Espírito:LÚCIUS
Editora:VIDA & CONSCIÊNCIA
Gênero:Romance
ISBN:858587204
Páginas:340




Sinopse
Esmeralda era orgulhosa, absoluta! Linda! O mistério maravilhoso de sua dança em meio ao povo arrancava olés e aplausos acalorados. Sempre desejada, despertava paixões, exacerbava sentimentos, era amada. Porém não amava ninguém.
Indiferente, pouco se importava com a dor dos seus apaixonados, exigindo tudo deles sem nada dar em troca.
Foi em Valença, na primevera, que Esmeralda encontrou o amor.
E esse amor arrastou consigo o destino.
A vaidade tem um preço que o orgulho cigano sempre paga.
Todas as mulheres tem um pouco de Esmeralda.
***

Conheci Esmeralda na faculdade no ano passado. Num intervalo, curiosa perguntei a uma amiga: - Que livro é esse? E pronto, li a sinopse umas três páginas e decidi. Quero para mim esse livro e pouco tempo depois ele estava na minha estante.
Vejo algumas resenhas que a pessoa fala assim: - Esse não é meu tipo de livro, mas... Bom, o meu tipo de livro é o que me cativa e me ensina algo e sempre temos algo a aprender.  E não faço resenha, falo das minhas impressões da leitura.

Esmeralda é uma linda e cobiçada cigana. Jamais se deixou envolver e tinha todos os homens a seus pés. Vivia livre e absoluta no acampamento. Nas festas dançava lindamente e encantava a todos os olhos que a viam. Tirava tudo que podia dos homens sem jamais lhes dar nada em troca. Mas um dia encontrou o jovem e rico fidalgo: Carlos. E tudo mudou... De uma forma inexplicável, Esmeralda se entregou como jamais o fizera, mas viveu um amor proibido, conturbado, e se deixou levar por um sentimento, que por mais que façamos, é impossível não sentir: a dor do abandono, a ira, e mesmo que haja amor, a vingança sempre nos segreda ao coração e por vezes nos leva a cometer atos dos quais, quase sempre nos arrependemos e por vezes, tarde demais. É uma estória que me prendeu por muitos motivos; um deles a forma como a autora fala sobre o domínio da igreja naquela época: a sociedade, a vida da mulher, o casamento, etc. O amor de Carlos e Esmeralda é um amor único, forte, insano e vem de muitas outras vidas crescendo, se aprimorando e dependendo de escolhas.  Será que sempre fazemos a escolha certa? O que seria certo e errado para um coração doído, enciumado, abandonado? Uma mulher preterida consegue fazer a escolha certa? 


Eu recomendo.

4 comentários :

  1. Oie !!!!!
    Postei o selinho lindo que você me indicou e também te indiquei para outro selinho, mas na postagem não tem a foto do selo porque não consegui copiar, então apenas responda ok ^^
    http://universo-da-aninha.blogspot.com/2012/01/selinhos.html

    >>>Beijusssss...

    ResponderExcluir
  2. Eu adorei sua impressão!
    E eu adoro livros assim! Sou uma mente aberta a todo o tipo de livros! rs rs
    Esse livro me lembrou Senhora, de José de Alencar! Adoro clássicos!

    Beijos, boas leituras, até mais!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada amiga, esse livro é bom eu gostei muito.
    Bjos!

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.