A modo e eu

Olá meus queridos!!! Fiz um propósito, terei em minha estante todos os autores da Modo Editora e já iniciei a aventura maravilhosa de viajar por histórias incríveis, este foi o primeiro de muitos que virão. 


"Caminhos para a Libertação"
Autora: Adriana Vargas de Aguiar

Gênero: Romance 
Capa: Marina Avila
Linha Literária: Selo AFRODITE
Sinopse:
Um encontro entre a vida e a morte, entre os dois pólos, a presença milagrosa do amor – tudo passa a ter sentido… Clarice, solitária e questionadora, através de um pesadelo conhece o romântico Klaus, portador de uma doença terminal. De repente, ele passa a persegui-la em todos os lugares, trazendo à narrativa, um cunho de mistério e sensações intrigantes. Um livro rico em sentimentos que fará o leitor rir, chorar, suspirar e odiar durante toda a leitura. Uma afronta aos conservadores. Uma luz no final do túnel! Este é o primeiro livro da série – O Voo da Estirpe.

DADOS SOBRE A OBRA:
A maior mensagem deste livro é a forma sagrada como o verdadeiro amor tem o dom de modificar, não somente tudo o que há por dentro, mas o mundo ao seu redor.
É um livro romântico, uma apologia à realidade, pois o leitor se identificará a todo tempo com Clarice e voará com os sonhos da personagem.
O aprendizado com a obra é a abstenção do preconceito e a entrega incondicional ao amor.


 O voo da estirpe
Eu esperava ansiosamente por esse livro, quando o recebi e tirei da embalagem sentada na calçada do correio, fiquei olhando para ele, a capa que tantas vezes na tela do meu pc eu olhava é tão linda!
Contra capa, orelhas, fui olhando tudo todos os detalhes.
Já era noite quando cheguei a casa, feliz da vida, pois além do livro levava comigo também meus marcadores. Mais tarde naquela noite do dia 04 de julho comecei a leitura e logo na primeira página meu nome e uma dedicatória. Imagina o sorriso na cara da pessoa.
Me preparei e dei início ao voo há muito desejado. É difícil falar desse livro, ele é profundo, intenso assim como Clarice e sua personalidade, ela tem um espírito irrequieto, ousado, insaciável e solitário. Descobri em Clarice  muito de mim, na solidão e busca por algo que mude tudo. É muito interessante como a autora teceu a história, em alguns momentos eu pensei estar diante de um trado filosófico sobre o "Ser" e o" Existir" 
 ' Entre os destroços sempre haverá algo que animará o recomeço''
Eu parei e fique ali um tempo absorvendo e a cada página uma surpresa seja no desenvolver da trama muito bem escrita, ou em um pensamento no qual Clarice traduzia a essência do pensamento. De indagações, protestos ou afirmações de uma verdade desconcertante.
No início Clarice me pareceu meio maluquinha,  conheceu um homem ou pensou conhecer através de um pesadelo e a medida que você avança na estória vai descobrindo um mundo cheio de coisas para viver e aprender sob o prisma de Clarice. Ela é uma mulher ímpar no sentido literal da palavra.


" Quando eu amar pelas escolhas feitas pelo coração talvez tenha tempo de sorrir"
A  Clarice trouxe muito de mim a tona, uma parte que talvez sempre tenha sufocado lá no fundo do meu existir.
Na verdade pensamos em coisas que a própria hipocrisia não nos permite admitir nem mesmo para nós.
 As coisas imprestáveis que nos instigam e corroem as entranhas, mas o falso moralismo não permite a satisfação plena, deixando sufocado o desejo no íntimo.
Avanço um pouco mais e me deparo com Klaus que vem num jogo de gato e rato intriga o leitor de maneira gostosa, curiosa. Começo a  sentir vontade de bater em Clarice(...) Conheço melhor o homem por trás do mistério e foi um soco no estômago, começo a aprender mais da vida, da solidariedade, do amor ao próximo, da liberdade e do viver plenamente. É isso mesmo, não exagero  quando afirmo. O voo da estirpe vai além de simples leitura senti algo semelhante ao que senti quando li "Assim falava  Zaratustra" de Nietzsche.
" Eu era quem deveria gritar. Se for vir, que venha encorajada rasgando o pudor, transcendendo a carne e que, antes do último suspiro, alcance a alma. Não entrego a covarde algum o meu ouro, porque nasci para vencer. Mesmo moída em pedaços miúdos na escuridão, mesmo assim, enquanto houver um coração pulsando, segurarei meus louros da vitória. Perdi para a vontade do mundo, mas não perderei para a minha própria vontade" 
Diante deste pensamento me peguei a fazer reflexões e perguntas surgiram, e respostas até então desconhecidas vieram- me de encontro. Isto é fazer parte do texto e se misturar a ele, numa frequência de troca que só entende quem bebe cada palavra do autor, eu ainda estou grogue. 
E assim avanço mais um pouco e me apaixono pelo amor de Klaus e Clarice, ele um espírito livre, sábio, único, ela tentando viver e ver a vida sob o olhar do amado. Uma constatação, um fato e juro, eu  senti vontade de matar Clarice e a partir desse ponto você volta para o início e tudo muda , tudo dói, surpreende e eu chorei (...) Aquela noite dormi depois de muito chorar por ele, por ela, por mim... 
Passava o dia pensando, mas queria ler bem devagar... 
Minha vida é corrida mesmo de férias da escola tenho minha faculdade e palestras nos fins de semana, não paro! Assim, eu invento tempo para o que mais amo, me perder e viver grandes e inesquecíveis histórias.
 O voo da estirpe foi um aprendizado, será meu livro de cabeceira por muito tempo.
Confesso que não queria terminar, eu me alimentei de lições que não vou esquecer. Esta imagem pedi para a cobradora do ônibus tirar, ela me olhou estranho. E ali mesmo mais uma vez eu chorei sem me importar com nada eu senti... 
E por muitos capítulos este livro com sua escrita visceral me tomou de assalto e me rendi ao belo, ao sublime. Você leitor deve estar pensando a esta altura" Ahtange está exagerando" Não! Não estou isto que digo é tão somente a maneira que me encontrei e me envolvi e voei  com Clarice e Klaus.
Porque amei e me entreguei a este livro?
" Não me associo ao pequeno, curto ou estreito, somente o que esbanja é o que me traduz, pois sou o próprio excesso por encontrar-me tão facilmente nos extremos dos polos, jamais entre eles".
Eu marquei inúmeras passagens neste livro, das quais eu poderia criar muitos textos acerca do ser, do existir, da felicidade, da vida, do amor, do desejo, da dor e da saudade. 
Vou ficar por aqui, porém ratifico nenhum livro até então me tocou tão profundamente. O voo da estirpe não é só um romance é um tratado sobre a vida.
Obrigada Adriana Vargas de Aguiar por me permitir  entrar em contato com o real e inexplicável do ser que sente, ama, supera e acima de tudo conhece a si, e se faz conhecer pelo outro numa entrega onde palavras perdem o sentido e tudo que podemos é sentir, quando nem mesmo todas as palavras do mundo são capazes de traduzir uma falta, uma lágrima, uma saudade, um amor que foi, mas ficou em nós.
Eu recomendo este livro é um voo inesquecível.
Bjos!
Conheça mais da autora e se renda por seus escritos assim como eu.   
http://www.tribodolivro.com/2011/12/entrevista-adriana-vargas-aguiar.html  


14 comentários :

  1. Minha linda, me fez chorar. Estou totalmente emocionada com sua resenha, e quando vi sua foto, lendo meu livro, foi tudo que eu esperava na vida e hoje você realizou. Isso é muito mais importante do que vender um livro, ser lida é a cúmulo de minha satisfação como autora. Muito obrigada de coração, amei sua resenha, estarei levando-a para meu catálogo, você simplesmente me emocionou demais.
    Abraços.
    Adriana Vargas

    ResponderExcluir
  2. Menina, tenho que te dizer que seu diário de bordo da leitura de Vôo aliado a escrita pungente da Dri nos dá a exata medida de como a leitura desse livro é um alimento ao espírito. Não tinha dúvidas, depois que conheci o modo intenso com que a autora trabalha seus textos, que seria uma leitura apaixonante... O melhor foi ver que essa é uma constante despertada em todos com as palavras desta moça caprichosa!
    Parabéns pela resenha, amiga!

    ResponderExcluir
  3. Achei perfeito!
    Que lindo como fizeste o poste!

    beijos


    Bacio, Selene Blanchard – MODA E EU
    Modaeeu.blogspot.com
    Espero sua visita

    ResponderExcluir
  4. Uai! Que resenha profunda, detalhista e bem elaborada... A historia em si tem tudo para ser inesquecivel.... Parabéns pela resenha!
    A autora meus parabéns por mais uma obra de calibri para a literatura nacional!


    Beijos ;*
    Priscila
    Irmandade Literária...

    ResponderExcluir
  5. Imagina minha querida Adriana Vargas, eu gostaria de falar mais e dar ao leitor um pouco mais da estória em si, mas acabei falando do que sua estória fez e causou em mim. Fico feliz por você que é uma guerreira e torço para que muitos outros vivam com você esse amor lindo e se apaixone pelo amor de Clarice e Claus assim como eu me apaixonei e aprendi lições valiosas. Grande Bjo.

    ResponderExcluir
  6. Roxane é um prazer recebê-la no meu cantinho. Minha querida, esse livro de fato é uma lição de vida do começo ao fim.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Irmandade Literária seja muito bem vinda é um prazer recebê-la.
    Que bom que gostou fico muito feliz. O livro é realmente lindíssimo em todos os sentidos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. Oi querida! Bem primeiro e mais uma vez tenho que me lamentar, meu coração sangra casa vez que eu vejo um livro da Modo pela oportunidade que perdi,um sonho que escapou das minhas mãos como grãos de areia, enfim... Vamos falar da resenha, o livro de fato tocou sua alma né? Confesso que esse livro ainda não tinha me chamado a atenção mas depois de sua resenha tive muita, mas muita vontade mesmo de lê-lo.

    Beijos flor!

    ResponderExcluir
  9. Sthéfanie, seja muito bem vinda linda.
    Obrigada pelo carinho.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. Oi Neivinha, não fique assim lembre-se que tudo deve ser no tempo de Deus Ele não esquece o desejo do teu coração.
    E te garanto que esse livro é maravilhoso de verdade.
    Eu recomendo.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  11. Esse livro me tocou de uma forma intensa, chorei!

    Como vc mesma coloca no inicio parece que Clarice é meio doida..mas aos poucos vamos percebendo a intensidade que ela vive e tb Klaus!

    Estou até hj suspirando por este livro e doida pela continuação!

    Esse foi o livro mais encantador e surpreendente que eu li esse ano!

    E virei fã da Adriana Vargas que além de excelente autora é muito simpática e atenciosa!

    ResponderExcluir
  12. Pois é Karine, esse livro é tudo!!!
    Eu já conhecia a Dri do blog O diário de uma poetisa e fiquei super fã, ela é D+
    BJOS!

    ResponderExcluir
  13. Adorei a sua resenha. Parabéns. E espero em breve poder ler o livro também. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi Lia, seja bem vinda volte mais vezes terei muito prazer em receber você.
    O livro é muito lindo mesmo. Eu recomendo.

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.