Instantes de mim

Desejo tua pele sem poder tocar...
Teu cheiro impregnado em todos os meus sentidos...
É tanta saudade que meu peito invade e sufoca...
Tudo em mim grita teu nome... E tudo em mim...
E tudo em mim silencia, ao fechar os olhos, e sentir no copo o toque de teus dedos, em mim dedilhando como cordas de um violão, arrancando de mim notas, suspiros, gemidos... Canção de saudade, que dói e me faz chorar por não te ter mais aqui, assim, dentro de mim...
Despertando todo desejo de que uma mulher é capaz...
Abro os olhos, meus dedos seguem a trilha dos teus... E no fim apenas o desejo, a saudade, o ADEUS.

2 comentários :

  1. Olá Ahtange!

    Tudo bem?

    Muito obrigada pela tua visita e por teres lido a minha entrevista no Recanto dos Autores, foi a minha primeira.

    Acerca da poesia, é muito bela. Apaixonada. Ajuda a recuperar de um bloqueio de inspiração.

    Um beijo,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Por nada minha querida, seu blog é belíssimo bem como sua poesia.
    Amei a entrevista.
    Bjos!

    ResponderExcluir

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.