Instantes de mim

Estou na varanda de casa trabalhando.
Parei por um minuto para ouvir o canto de alegres pássaros no pé de jambo, parecem felizes a celebrar a vida, olho em volta, minha casa cercada de verde, algumas árvores frutíferas como: Jambeiro, mangueira, cajueiro e aceroleira.
Sinto o vento mexer nos meus cabelos como uma carícia. A minha frente vejo pequenas borboletas voando e pousando nas flores.
Um silêncio gostoso de uma manhã de inverno, com o sol por entre nuvens, 
levanto e busco uma xícara de café. Um minuto de distração e lá vem ela, outra vez redonda se esparrama sobre meus trabalhos. Serafina, companheira de tantas horas de leitura ou estudo, ou correção de trabalhos, ou preparação de uma nova aula. É sempre assim, ela deita-se gostosamente sobre os livros, por vezes em cima do teclado do net.


 Uma manga madura desperta meus sentidos, cheirosa e natural, fui até lá e que maravilha peguei. Num galho baixo, precisei apenas esticar o braço.
 Pensativa, sorri lembrando-me. Eu plantei cada planta aqui, esta mangueira, meu marido trouxe para mim certa tarde uma manga enorme, plantei e cá está ela dando frutos e que delícia de manga.
A grama bem verdinha por conta das chuvas, também foi meu marido, vindo da casa de meu sogro, foi pego por uma chuva, se abrigou em uma casa cujo  jardim estava revirado, e alguns pedaços soltos de uma grama verde prenderam a sua atenção enquanto esperava a chuva passar, levou para mim, hoje ela toma boa parte do quintal.
Enquanto penso em tudo isso, sinto algo tocar meu pé, então me deparo com este lindo ser, que ainda não tinha visto por aqui. - Caramba, tem vida sendo preservada aqui, um pedacinho de verde que cuido, amo este lugar.-pensei.
                 
Seguro-o entre os dedos, ele não para até que o devolvo para uma planta próxima. Minha casa, humilde, com o básico, porém o lugar mais lindo para mim, e foi a maior das minhas conquistas. Eu queria ter na vida simplesmente um lugar de mato verde, pra plantar e pra colher...
Só falta um córrego de água cristalina...
Tudo bem não podemos ter tudo, mas devemos agradecer o que temos.
Senti uma necessidade de dividir isto com meus amigos e leitores, por estar sentindo uma grande gratidão por ter meu cantinho. Este é meu cantinho no mundo onde me sinto segura. Obrigada Senhor por este mimo ainda que eu não mereça. Obrigada.

0 comentários :

Postar um comentário

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.