Valorizando o Nacional

Olá, após um tempo afastada por conta da correria da vida, volto com uma autora mega fofa que aprendi admirar e respeitar seu trabalho. Falo da querida Lígia Miráglia.
Conhecendo a autora:


Conhecendo a autora:

1- Conte-nos quem é a Lígia Miraglia?

Eu sou uma pessoa simples, sou mãe, filha, irmã, amiga, esposa... Creio que eu seja como todas as mulheres desse país. Adoro ler, viajar, ficar em casa embaixo das cobertas assistindo TV. Eu não sou de ficar parada por muito tempo, gosto de descobrir coisas novas, estou sempre à procura de algo.

 2- Quando você descobriu o talento e o gosto pela escrita?

Eu sempre escrevi muito, lembro-me que na escola a professora sempre me dava o número de linhas que deveriam ser escritas, pois eu fazia uma redação enorme... Acho que já nasceu comigo e com o tempo desenvolvi.


 3- Sua trilogia fala de anjos caídos, outro mundo, o sobrenatural que gira entre o amor, ódio e medo. Em que outras fontes tu bebeste para contar uma história tão fantástica?

Não faço a menor ideia... Eu estava dormindo e de repente não estava mais. Entre Dois Mundos apareceu em minha cabeça e precisei levantar e escrever tudo que vinha e foi assim que começou a trilogia.

 4- O terceiro volume surpreende pelo desfecho, em vista de um amor tão sólido e certo. O que te fez optar por um final tão inesperado?

Porque nada precisa ser certo para estar certo. Precisamos abrir as portas de nosso coração para as coisas boas da vida, o amor está ali esperando, mas às vezes somos cegos, imaturos e queremos que tudo seja exatamente como nós queremos, porém a vida não é assim e precisamos errar muito para chegar ao acerto.

 5- Entre dois mundos é uma mistura de realidade e fantasia como foi o processo de criação?

Eu simplesmente escrevi e pesquisei algumas coisas que eu não sabia exatamente como expor. Acredito que por ser fantasia eu possa brincar mais com os personagens.
 6- Quais os seus planos futuros?

O meu novo trabalho será publicado em breve. É um romance “Sinto Sua Falta”. Uma linda história de amor, com um pouco de sobrenatural, romance, erros, solidão, culpa e mais um monte de coisas novas. Cada vez que um livro meu é publicado sinto que meu coração está parando de bater dentro do peito, hoje sinto a necessidade de dividir com os meus leitores que tanto me ajudam, mandam mensagens lindas e me faz querer escrever mais a cada dia.
Um trechinho de Sinto Sua Falta para os meus queridos leitores.

– Posso beijá-la? - rápido, por favor, me beije logo, pensei. Mas o que fiz foi assentir com a cabeça, pois as palavras desapareceram de minha boca.

Seu nariz tocou o meu, ele beijou meu rosto e depois bem do ladinho de meus lábios, e quando senti o toque macio de sua boca minhas pernas ficaram bambas. Naquele momento eu entendi o que a minha analista dizia: “Você saberá qual o momento certo, o homem certo. Tudo será perfeito, sua mente consentirá que o ame...”. A língua dele invadia minha boca com tanta delicadeza que, por mais que eu tentasse me esforçar para me desvencilhar, eu gostava daquilo e precisava de mais. Eu o desejava e meu corpo todo ardia por dentro. Era ele, Bernardo era o homem que me libertaria das dúvidas e do sofrimento que me atingia durante toda a vida. Minhas mãos alcançaram os cabelos sedosos, e o puxei para mais perto de mim, eu precisava dele.

 7- Como foi publicar seus livros, emoções, aflição, espera. Como mãe, esposa e dona de casa, isso atrapalha a escrita? Conte-nos como atravessou esses momentos.

Cada vez que um livro meu é publicado sinto que meu coração está parando de bater dentro do peito, hoje sinto a necessidade de dividir com os meus leitores. Tudo na vida é complicado, mas eu consigo arrumar um tempinho para tudo que gosto e preciso fazer.

 8- A última Bienal de São Paulo, podemos dizer que Noah foi uma atração mais que especial. Tu achas importante essa aproximação do personagem com os leitores?

Claro!! Eu não conheço pessoas que enquanto leem o livro não imagina como seria o personagem. Eu sou exatamente igual e quando escrevi Entre Dois Mundos eu imaginei o Noah grande, forte e ao mesmo tempo vulnerável e fui atrás de uma pessoa como ele e encontrei. Achei justo dividi-lo com todos. 
 9- Conte-nos uma curiosidade sobre Entre dois mundos.

Hummm eu queria fazer um Noah muito mau de verdade... Tudo de ruim ser parte dele, mas eu acho que ninguém merece ser tão do mau. Ainda mais ele sendo lindo e com tanto amor para dar.

 10- Deixe um recado para os leitores. Links:

Espero que vocês gostem da trilogia Entre Dois Mundos e possam sonhar com o amor que descrevi em cada cena romântica dele. No meu site vocês podem ler o primeiro capitulo de meus livros e contos inéditos.

www.ligiamiraglia.com.br


Minha querida Lígia, muito obrigada pela entrevista, pelo carinho e claro por nos proporcionar momentos tão emocionante com seus personagens. Esta blogueira que vos fala é completamente alucinada por esse anjo ( suspiros). Bem como sempre falo, eu não faço resenha, acredito que isto cabe a um profissional e não a qualquer um que saia por ai falando o que bem entende dos livros e ainda intitulam seus "comentários" de resenhas rsrrsrs eu conto apenas as impressões que tive da leitura, como ela me tocou. Então vamos ao que este anjo lindo fez com esta apaixonada leitora.

Minhas impressões da leitura.

 Relembre, ou conheça o primeiro volume da trilogia.

http://romancesindeleveis.blogspot.com.br/2013/03/valorizando-o-nacional.html

Sinopse:Revelações Normalmente a nossa casa costuma ser um porto seguro. O lugar onde você quer estar e realmente se sente bem, mas no meu caso, infelizmente, a situação não é essa. Acabei de mentir para a pessoa mais importante de minha vida, meu querido Raul, eu deveria estar em Milão ao seu lado e não dentro de um avião, indo ao encontro do meu pior pesadelo...
Noah, este é o nome do meu Anjo do Mal, daquele que está à minha espera. Depois de momentos horripilantes que passei ao seu lado, sei que este encontro não terminará bem. Tudo começou após um grave acidente, e nunca mais minha vida foi normal, cada dia que acordo viva e respirando, sinto que pode ser o último. Juro que tentei mantê-lo longe! No entanto, recebi a sua visita indesejada. Por mais que eu tivesse raiva de Noah, desta vez ele estava me dando uma chance. A oportunidade de ter um futuro, de estar viva e viver ao lado de minha família e Raul. Tudo o que eu queria era poder mudar as coisas, não ter escondido nada do que aconteceu a Raul. Talvez ele pudesse estar ao meu lado agora, me ajudando, dando força para que eu fizesse
tudo certo e este temor que me consome diminuísse. Mas como nada em minha vida vem sendo fácil, sei que essa não será uma missão simples. Eu estou com medo, muito medo do que poderá acontecer no decorrer desta jornada ao lado de Noah. A verdade é que ele me apavora, o simples fato de me olhar com aqueles grandes e frios olhos azuis faz com que o meu coração pare de bater e o ar suma dos meus pulmões...

Sentiu o drama né? Alicia precisa tomar uma decisão e arriscar uma última jogada.
Ela  decide voltar para casa e tentar reverter a situação que parece insolúvel. Noha é seu anjo mal, sua missão matar Alícia... A história se desenrola em torno da luta da moça em livrar-se deste pesadelo, que ainda por cima é lindo, provoca arrepios e pasmem desejo, ciumes...

" A verdade é que ele me apavora. O simples fato de me olhar com aqueles grandes e frios olhos azuis, faz com que meu coração bata descompassadamente, e o ar suma de meus pulmões".

Ou seja, Alícia está mais encrencada do que imagina estar. A cada página uma nova emoção e uma decisão que só cabe a Alícia tomar, o amor por Raul, o medo e tudo que envolve Noah mexe muito com a moça. Esta é uma história que realmente deixa o leitor dividido, nunca me senti tão assim, caída por um anjo. Também olha o naip da criatura? Pelamordeus! Vai ser lindo assim aqui no meu mundo.
Pois é, não culpo a pobre da Alícia, só que escolher entre o Raul que é o amor da sua vida, o mocinho mais perfeito de todos os tempos, e este anjo, não é pouca coisa não. A história segue e Alícia precisa provar para Noah porque merece viver, então a autora nos leva as mais variadas encrencas possíveis, eu odiei a Alícia em alguns momentos, mas confesso, não gostaria de estar na pele dela não. Veja um trechinho.

Thales, você está bem?
Mais uma vez silêncio. Cheguei mais perto e toquei seu braço com minha mão. Thales me golpeou com a asa e me jogou contra a parede. Caí e tentei levantar-me; quando olhei para cima ele continuava flutuando com as asas abertas. Ocupava quase todo o quarto e seus olhos estavam vermelhos. (...)  Estendeu a mão para mim e a segurei e levantei. Thales se aproximou e fez como da outra vez, passou a língua do meu queixo até a testa e falou:
_ Você veio até mim, humana!
_ Thales, o que você tem?
(..) Ele deu outro sorriso, me segurou pelos ombros e falou:
_ Achou que roubaria um dos nossos?

Sério eu sentia arrepio em momentos sinistros como esse, a autora me surpreendeu bastante e me cativou. O final do segundo volume me deixou sem ar... E mortinha de inveja e raiva também (...)

Sinopse: O que fazer quando sentimos o coração aquecido por um novo amor? Um amor que me deixa em dúvida de como agir, com medo de magoar as pessoas que estão ao meu lado. Sinto-me aflita por saber que essa ferida aberta em meu peito nunca mais cicatrizará. Tudo o que sonhei está cada vez mais distante. Sabe quando os planos que fez não são mais tão importantes? É assim que me sinto, como se a minha vida hoje estivesse em segundo plano, porque Thales está cada vez mais próximo de toda verdade que de uma forma ou de outra fará mudanças em meu destino. Bem no fundo, eu não sinto que esse amor que nos uni seja possível, temos muitos problemas e nenhuma solução... Raul e Thales hoje fazem parte de mim e não sei onde isso me levará, mas sinto que o fim não será bom. Muitos sentimentos hoje estão comigo. Mentiras, ofensas, incompreensão e paixão... mas nenhum deles se compara aos que me atormentam, dúvida, arrependimento e culpa. O meu tempo está terminando e sei que desta vez sofreremos por nossas escolhas, acertos e erros... Forças maiores do que imaginávamos nos assola e nos apavora, porém sei que juntos seremos fortes para enfrentá-los e ter a chance de recomeçarmos.

Então chegamos ao terceiro volume, quantas emoções e surpresas, Alícia resolve em parte o dilema, mas um sentimento novo tira seu sossego. Sabe quando os planos que você fez já não te parecem tão importantes? Será que é possível amar duas pessoas ao mesmo tempo? Bom neste último volume, eu perdi a paciência com a capacidade de arrumar encrenca que Alícia tem, pelo amor do pai, quando o leitor pensa que encontrou a solução e tudo vai se resolver, lá vem dona encrenca deixar tudo difícil outra vez, santo Raul viu?  Aqui finalmente chegamos ao fim do dilema, eu confesso que a autora foi muito feliz com o término da história, me fez pensar um pouco mais acerca de alguns imediatismos típicos de humanos rsrrrs...
Eu te convido a voar nas asas desse lindo anjo, e passear ENTRE DOIS MUNDOS.

Jinhos doces para todos!

0 comentários :

Postar um comentário

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.