Valorizando o Nacional

Olá meus queridos, então passei um tempinho sem atualizar as coisas por aqui. Tenho andado bem atarefada, e na correria como sempre. Mas não posso deixar de produzir um tempinho para fazer o que mais amo além de escrever que é ler claro. No último mês de maio aconteceu aqui em São Luís a FLAEMA.
       Recepção muito agradável uma linda grega e um monitor lindo e muito gentil.
                                                 Cléo Rolim, escritora e idealizadora da feira.
                                         
                                                   José Viegas, escritor e idealizador da feira.


 Templo grego, onde foram realizadas as rodas de conversas, recitais e várias outras atrações ao longo de dez lindos dias.

E foi lá que conheci uma pessoa incrível. Heloísa, autora de Laura. Gostei dela assim, logo de cara nos conhecemos no dia da roda de conversa, eu adquiri seu livro e tão logo iniciei a leitura.
Sinopse:
“Laura tem vinte e quatro anos, casada, professora, órfã de pai e mãe. Descobre uma traição do marido. Conhece João que se apaixona por ela. Divorcia-se. João quer casar e ela reluta, pois não quer viver a mesma experiência em tão pouco tempo, mesmo tendo a convicção que ele era o homem de sua vida. Descobre que está com câncer de mama, o mesmo câncer que matou sua mãe. Não quer que o namorado acompanhe a dor de um tratamento terrível como sabia que seria, pois vivenciou cada sofrimento da mãe. Quimioterapia. Radioterapia. Foge sem que ele saiba de seu paradeiro. Se ela morre? Bem, aí só lendo para saber o desfecho desta história de amor.

Então, já sentiu que não será fácil não é? E não foi. O início da história é em Barreirinhas já amei, lá ela se descobre abandonada pelo então marido, descobre-se traída e faz o que muitas mulheres fazem no calor da raiva. (...) João, que homem é aquele gente? Lindo, educado, rico de uma família maravilhosa e o melhor de tudo, completamente apaixonado. Viveram momentos tórridos, de arrepiar, nesses momentos eu pensei ela já leu Ahtange Ferreira [ risos] bem a história segue e Laura resolve fugir, eu senti vontade de socar a pessoa. Sofri, chorei com o João e teve uma cena dele com a mãe e os irmãos que eu chorei... Um dos irmãos dele o mais novo e lindo de viver, galanteador e todo perfeito, que é médico teve uma participação no início preocupante, mas depois ele foi maravilhoso... Laura descobre o câncer e foge, sim ela vai embora deixando tudo, e um homem entregue a tristeza... O tempo passa e (.... ) Laura encara o medo, dor, solidão e vazio tudo isso com quimio, radio e tudo que envolve o tratamento de câncer.... Bem meus queridos os convido a descobrir como termina essa linda história, será que Laura vence esta batalha? Será que o orgulho, o medo foram capazes de destruir esse amor?  Aventure-se conheça Laura e Heloísa.
Que nos concedeu uns minutinhos de sua atenção, e assim poderemos saber um pouco mais dessa encantadora autora. 



1   QUEM É HELOÍSA? Sou professora, artista plástica, escritora e mãe, e tudo o que isto implica, motorista, médica, cabeleireira, conselheira, cozinheira, doida, um pouco de tudo.
2    COMO TEM SIDO A DEVOLUTIVA DOS LEITORES?  Laura é uma filha que só me dá alegrias. Tem sido surpreendente a reação das pessoas ao ler o romance. As pessoas querem falar, saber mais, contar de momentos que emocionaram, em que se revoltaram. Muito bom ouvir as pessoas dando sua impressão.
3  COMO E QUANDO TU DESCOBRISTE O TALENTO E O GOSTO PELA LEITURA? Leio compulsivamente desde os doze. Um pouco de tudo. Dos grandes romances aos sem valor literário. Dos grandes autores aos desconhecidos. Sobre talento... Nunca imaginei escrever algo assim. Tentei fazer poesia, mas sou cínica demais para isso. Numa madrugada de 2010 acordei com uma história na mente, completa, e no dia seguinte comecei a escrever, De caneta, num caderno. E em cinco dias já tinha concluído. Ao terminar senti uma grande tristeza. Faltava algo. Outra história eu comecei, e outra, e outra... Virei a compulsiva por escrever. Cinco romances em seis meses.
4    QUAIS SÃO SUAS REFERÊNCIAS NO CAMPO DA LITERATURA? Como Professora de Língua Portuguesa gosto dos nacionais, Josué Montello, Machado de Assis, José Louzeiro, amo Manuel Bandeira, Carlos Drummond. Gosto dos Clássicos como Shakespeare, Jane Austin, Daniele Still, Neruda, Florbela e tantos outros.
5     QUAIS OS SEUS PLANOS FUTUROS? Planos. Planos são interessantes. Você parece sempre está refazendo, descosturando. Nunca parece ser do jeito que queremos. Pretendo continuar escrevendo. Voltar a pintura, viajar e cuidar destes dois anjos que recebi para encaminhar da melhor forma possível, tornando-os pessoas justas e honestas. Meus filhos Ana de 13 e Vinícius de 08
6   COMO FOI PUBLICAR SEU LIVRO: EMOÇÃO, AFLIÇÃO, MEDO, ESPERA?
    Demorou. Somente em 2014  isso foi possível. Você sabe que publicar um romance é complicado. Amigos trabalham como revisores. Banquei  a minha primeira publicação, não tenho editora. A gráfica responsável pela primeira tiragem de 500 exemplares me avisou no dia do lançamento que não teria nenhum livro. Não fizeram nenhum. Foi um vexame. Eu estava ansiosa para saber se alguém gostaria de Laura. E tive que adiar este retorno.  Depois foi muito bom.
7   COMO TU VERES O MERCADO EDITORIAL E O ATUAL CENÁRIO?
8       Não gosto. Não existe apoio das editoras. Há um olhar sobre as possibilidades de ganho sobre o seu trabalho. Não conheço ações governamentais ou privadas que incentivem o escritor. As livrarias ficam com uma fatia muito grande ao ficar com seu livro para vender. E não lhe dão retorno. Se você não vai lá saber sobre as vendas, ou se querem mais exemplares, eles ficam quietos, não há interesse em relação ao autor.
9  DEIXE UM RECADO PARA OS LEITORES
       Agradeço as pessoas que sentiram interesse em conhecer Laura. Pelo retorno, Pelo incentivo. \Por se deixar envolver num mundo de fantasia que na verdade também passa a ser o seu mundo, envolto de sentimentos, dores, paixão. Obrigada por confiar e acreditar que ali existiria uma história que valia a pena ler.
1  LAURA, TRATA DE UMA COMOVENTE HISTÓRIA SOBRE O CÂNCER  E A IMPORTÂNCIA DE SEU DIAGNÓSTICO PRECOCE. QUE OUTROS TEMAS ESTÃO RELACIONADOS? 
      Sim, também. Laura, como bem sabe, até um pouco mais da metade não apresenta nenhum indício de que irá tratar sobre esta doença tão terrível e que tem (mudado) e matado muita gente. Então gosto de falar que o livro fala de solidão, amor, traição, ciúmes, família, desespero, confiança, dor e esperança. E quando surge o câncer eu tentei abordar de uma forma que alertasse sobre a doença, mas sem parecer didático.
1  DE ONDE VEIO A INSPIRAÇÃO PARA TECER ESTA TRAMA?
 Da vida. ;de outras histórias. Da necessidade de diagnóstico e tratamento. De denúncia sobre diagnóstico e tratamento. 

Bem, este foi mais um Valorizando o Nacional, espero que tenham gostado.
Bjinhos e até breve!







0 comentários :

Postar um comentário

Olá, este é um sonho estou lutando muito para torná-lo uma realidade. Dê sua opinião, critique de forma construtiva.
Obrigada, um abraço indelével.
Carinhosamente Ahtange.